Novos hábitos alimentares para Pais e Filhos

Nunca se falou tanto de alimentação como nos dias de hoje. Abundam os workshops, blogs, livros, mas não se conseguiu ainda uma verdadeira mudança de hábitos. A opção por um regime alimentar a favor da saúde, passa essencialmente pela educação e por decisões individuais, um processo lento, que concorre com a ânsia de vivermos ao máximo, esquecendo a qualidade. As sandes o” fast food”, bebidas açucaradas e doces são o padrão de muitas refeições, principalmente em férias.
Se vamos usufruir do mar, do campo, num legítimo descanso, experienciando o que de melhor há na natureza, não esqueçamos que a alimentação faz parte do nosso bem estar.
Sabemos, que as crianças não comem sempre o que é melhor para elas, fruto de hábitos e comportamentos. Para ajudá-las, é preciso mudar comportamentos nos adultos. As férias proporcionam-nos todo o tempo para estar com os nossos filhos, nesse propósito, façamos o desafio de envolvê-los na confeção das refeições, uma atividade prazerosa.

Os Pais podem de forma divertida e tranquila, motivar as crianças para refeições saudáveis. Experimentemos planear ementas naturais, saborosas e coloridas. Definamos tarefas e responsabilidades, não vale fazer batota, as tarefas são de todos, não só da Mãe e do Pai.
Pode mesmo, haver prémios simbólicos de desempenho: “a melhor bebida”; “a melhor salada”; “a melhor sobremesa.”… Vejamos surgir, de forma fácil, lanches saborosos feitos com amor.
Ressaltar as boas regras na escolha e preparação dos alimentos:

  • Adotar alimentos variados, frescos, não congelados, não processadas e sempre que possível orgânicos.
  • Lembrar que a fruta também é ‘fast food’, que se pode ter sempre à mão.
  • Escolher recipientes de cozinha com material que respeite a saúde.
  • Usar técnicas de cozinhar que não destruam a qualidade do alimento.
  • Usar boas gorduras.
  • Colocar no prato vegetais e frutas da época.
  • Evitar excessos de sal e retirar o açúcar, principalmente o branco.
  • Falar da importância de uma boa hidratação, beber água e estar atento ao seu PH.
  • Referir que no restaurante se deve dar preferência a comida simples, para testar a qualidade da mesma.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a alimentação infantil vai do nascimento até ao fim da adolescência e a atenção a dar á nutrição deve começar na primeira mamada e nas refeições feitas em família.
Se este artigo o despertou para a mudança, oferecemos-lhe a nossa ajuda. Com conhecimentos teóricos, práticos aprenderá a alimentar-se e a alimentar a família de forma mais saudável.

Tenham umas Boas Férias!

Dra. Emília Morais Branco
Vice Presidente da CHIHOMEO – Associação do Centro de Homeopatia Integrativa.Diploma do Curso de Homeopatia (Programa Europeu 1995/1998) com o Patrocínio Científico da Sociedade Portuguesa de Homeopatia;
Pós-graduação e atualização em medicamentos homeopáticos 2016/2017 – FFUL, lecionado com Certificação CEDH.
Contacto: 914 445 070
Diretora do Espaço de Saúde  Embranco.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *